• "Não nos assustem as dificuldades, as faltas diárias e fraquezas, porque elas são o trono da misericórdia divina".

    Frases de São Paulo da Cruz
  • "Aprendereis, na meditação diária da Paixão de Cristo, a caridade, a paciência e a mansidão com os outros”.

    Frases de São Paulo da Cruz
  • "Jamais vos faltarão cruzes e, quanto mais se progride no serviço de Deus, mais aumenta o sofrimento. Assim foi a vida de Cristo e será a dos seus servos”.

    Frases de São Paulo da Cruz
Onde você está > passionistas

Sobre a congregação

São um grupo de cristãos, sacerdotes e leigos, que vivem em comunidade fraterna, dispostos a anunciar aos homens e às mulheres do nosso tempo o Evangelho de Cristo. Esta comunidade de apóstolos foi fundada por São Paulo da Cruz (Paulo Francisco Danei: 1694-1775) na Itália, no ano de 1720.

O Fundador descobriu na Paixão de Jesus Cristo "a maior e a mais admirável obra do amor divino" e a revelação do poder de Deus que elimina a força do mal com o dinamismo da Ressurreição.

Paulo da Cruz confiou aos seus seguidores a tarefa de anunciar aos seus contemporâneos o amor de Deus por cada pessoa, manifestado na Paixão e Morte de Cristo e tornado vitorioso pela Ressurreição.

Os Passionistas comprometem-se, através de um voto especial, a promover a memória da Paixão de Cristo (Memoria Passionis) com a palavra e com a própria vida. Procuram fazê-lo, sobretudo, com a pregação e com a sua presença junto dos pobres e dos marginalizados por qualquer razão; enfim, junto de todos os "crucificados" do mundo atual.

Outra característica importante dos Passionistas é a vida comunitária. Na fraternidade passionista tudo é comum e a mesma dedica um grande espaço de tempo à oração e à contemplação. Os Passionistas são, por assim dizer, contemplativos ativos; ou seja, unem de modo criativo a contemplação com a sua atividade pastoral.

Os Passionistas, atualmente, são mais de dois mil. Estão presentes em 56 nações dos cinco continentes. São governados por um Superior Geral, eleito para um mandato de seis anos, tendo como ...

Nosso Patrono

São Paulo da Cruz - Fundador da Congregação da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo: Passionistas.Paulo Francisco Danei nasceu em Ovada-Itália, no dia 3 de Janeiro de 1694. Lucas e Ana, seus pais, eram cristãos exemplares e muito devotos da Paixão de Jesus. Durante a juventude ajudou o pai no comércio. Chamado por Deus a seguir os exemplos de Cristo crucificado, em 1720 vestiu o hábito religioso, dedicando-se inteiramente ao ascetismo e ao apostolado. Foi ordenado ...

Santos(as) Passionistas

Beato Nicéforo Diez Tejerina e Companheiros

Os 25 Passionistas da comunidade de Daimiel (Ciudad Real – Espanha), guiados pelo seu Provincial, Nicéforo Diez Tejerina, foram arrancados violentamente do convento, morrendo fuzilados por confessarem a sua fé cristã, divididos por vários grupos e lugares durante os meses de Julho, Agosto e Setembro de 1936, nos inícios da Guerra Civil Espanhola (1936-1939). São os primeiros mártires da ...

Santa Maria Goretti

Santa Maria Goretti (Corinaldo, AN, Itália, 1890 – Nettuno, RM, Itália, 1902) é considerada a mártir da castidade por ter preferido morrer apunhalada a ter deixado ser violada. Antes de morrer, Maria Goretti perdoou o seu agressor. Foi canonizada por Pio XII em 1950. Os seus restos mortais descansam no santuário dos Passionistas em Nettuno.

Santa Gema Galgani

Gema Galgani (Camigliano, LU, Itália, 1878 – Luca, 1903) distinguiu-se pela sua singular devoção à Eucaristia e a Jesus Crucificado, do qual experimentou, no seu próprio corpo, os principais sofrimentos, inclusivamente as chagas nas mãos, nos pés e no peito. Enriquecida com carismas sobrenaturais, ofereceu a sua vida pela conversão dos pecadores. Fracassada no seu propósito de ...

Beato Bernardo Maria Silvestrelli

O Beato Bernardo Maria de Jesus, nascido César Silvestrelli, nasceu em Roma no dia 7 de Novembro de 1831, da nobre família Silvestrelli-Gozzani. Baptizado no mesmo dia e confirmado no dia 7 de Junho de 1840, foi ordenado sacerdote no Monte Argentário em 22 de Dezembro de 1855, fazendo a profissão religiosa a 28 de Abril de 1857, no Noviciado de Morrovalle, onde teve como companheiro o futuro ...

Espiritualidade Passionista

  • São Paulo da Cruz reuniu companheiros para viverem em comum e anunciarem o Evangelho de Cristo aos homens. No princípio, chamou-os “Os Pobres de Jesus”, porque a sua vida havia de estar fundamentada na pobreza evangélica, tão necessária para observar os outros conselhos evangélicos, perseverar na oração e anunciar incessantemente a Palavra da Cruz. Quis que os seus seguidores levassem uma vida "conforme à dos Apóstolos" e ...